quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

As três novas camisas do Grêmio


O Grêmio vai estrear amanhã na Libertadores 2011 contra o Oriente Petrolero, da Bolívia, no estádio Olímpico. E vai de roupa nova. Ontem à noite, o tricolor gaúcho lançou sua nova coleção de camisas, feitas pela Topper e que já estão no mercado com o salgadíssimo preço de R$ 189,90. As novas camisas têm várias referências.

A número 1 (foto acima) tem listras menores e o azul está um pouco mais claro, relembrando a tonalidade usada pelo Grêmio quando levantou seu primeiro Brasileirão, em 1981. Segundo a empresa, a utilização de números tradicionais e da gola "careca" dá à camisa um ar retrô. O patrocínio master da Banrisul vem com um fundo azul, o que corta as listras da camisa. E hoje em dia tem tanto espaço para patrocínio que a Tim colocou sua marca DENTRO do número.... (foto abaixo).


Gostei muito da camisa reserva (abaixo), bem diferente das anteriores lançadas pelo clube. A inspiração foi a bandeira do clube (segunda imagem abaixo), tanto no tom celeste quando na utilização de faixas verticais e horizontais em preto e branco.



Saindo um pouco do tradicional, o terceiro uniforme (abixo), que não achei dos mais bacanas, traz gola em V e duas listras grandes na parte da frente, com o escudo no meio do peito. Peça diferente para colecionadores, mas que não me agradou muito.


Curiosidades

O Grêmio é um dos times brasileiros mais tradicionais quando se fala de Copa Libertadores. Disputa em 2011 sua 13ª edição. Já eliminou na primeira fase o Liverpool, do Uruguai, e está no grupo 2, teoricamente um dos mais simples da fase de grupos, com León de Huánuco (Peru), Junior Barranquilla (Colômbia) e Oriente Petrolero (Bolívia).

O histórico do Grêmio é invejável na competição. Foi campeão em 1983 e 1995, vice em 1984 e em 2007, eliminado nas semifinais em 1996, 2002 e 2009, nas quartas em 1997, 1998 e 2003. As duas piores campanhas foram em 1982 e em 1990, quando foi eliminado na primeira fase.

Danrlei foi o jogador que mais vezes vestiu a camisa do Grêmio em jogos pela Libertadores. Nada menos que 49 participações. Jardel, que estufou as redes 16 vezes pelo clube gaúcho na competição, é o maior artilheiro. A maior goleada aconteceu em 1984, quando fez 6 a 1 no Los Andes, da Venezuela. Clubes brasileiros já sofreram nas mãos do Grêmio, que fez 5 a 1 no Flamengo, em 1984, e 5 a 0 no Palmeiras, em 1995, as outras duas grandes goleadas gremistas no torneio.

Em 1983, o tricolor venceu a final contra o Peñarol, do Uruguai, empatando em 1 a 1 em Montevidéu e vencendo por 2 a 1 em Porto Alegre. Em 1995, derrubou o Atlético Nacional, da Colômbia, com uma vitória de 3 a 1 em casa e um empate em 1 a 1, em Medellín. Os vice-campeonatos aconteceram diante de times argentinos, o Independiente, em 1984, e o Boca Juniors, em 2007.

Texto de Frederico Jota (http://twitter.com/FredericoJota)
Fotos: Site oficial do Grêmio.

2 comentários:

André disse...

bacana! compartilhamos o mesmo gosto: colecionar camisa de futebol. Enfimno meu blog,regularmente,eu posto algumas de minha coleção,que é composta somente por camisas de times amadores e pequenos do Brasil.

peço que nos adicione e comente,será um prazer,mesmo,tê-lo conosco:
http://escudosumapaixao.blogspot.com/2011/02/terceira-camisa-da-serie-apresentando-e.html#comments

Rafael bandeira disse...

a topper inovou trouxe o antigo que era bonito show de bola

Postar um comentário

AddThis Smart Layers

Contato

camisariafutebolclube@hotmail.com